Conheça as principais fontes de energia no Brasil

Conheça as principais fontes de energia no Brasil. As duas principais fontes de energia no Brasil são a hidrelétrica e o petróleo, mas os biocombustíveis têm avançado nos últimos anos.

As duas principais fontes de energia no Brasil são a hidrelétrica e o petróleo, mas os biocombustíveis têm avançado nos últimos anos

Conheça as principais fontes de energia no Brasil

Com o passar dos anos e os avanços tecnológicos em torno do mundo, a humanidade passou a depender inteiramente da energia. O consumo energético tem relação direta com o desenvolvimento do país. Daí o Brasil estar entre um dos maiores consumidores junto a Estados Unidos e China. Em nosso país, as duas principais fontes de energia são a hidrelétrica e o petróleo, mas também produzimos biocombustíveis, gás natural, carvão mineral, além de energia nuclear.

"O biodiesel para motores do ciclo diesel é produzido a partir de óleos vegetais ou de gorduras animais, com a vantagem de ser renovável e biodegradável. Atualmente, ele já faz parte da matriz energética brasileira e conta com o apoio e o incentivo do governo", afirma Paulo Anselmo Ziani Suarez, Mestre em Química e professor do Curso a Distância CPT Produção de Biodiesel na Fazenda, em Livro+DVD e Online, da Área Biocombustíveis.

Atualmente, os países mais desenvolvidos têm investido nos biocombustíveis, pois são considerados energia limpa, com baixos impactos ao meio ambiente. O Brasil tem a grande vantagem de produzir grande parte da matéria-prima para produção de energia verde, como mamona, milho, cana-de-açúcar entre outros. Os biocombustíveis mais utilizados são o etanol, o biodiesel e o biogás.

Por outro lado, produzimos petróleo, combustível fóssil, nocivo ao meio ambiente. As principais bacias petrolíferas brasileiras são a Bacia de Campus (RJ), a Bacia de Santos (SP), a Bacia do Espírito Santo e a Bacia do Recôncavo Baiano. A energia originada do petróleo é utilizada em veículos motores, como gasolina, óleo diesel ou querosene. Não podemos nos esquecer de que ela abastece as usinas termoelétricas, assim como o gás natural, que corresponde a 10% do consumo nacional de energia.

Já para produção de eletricidade no Brasil, a energia hidrelétrica está no topo, responsável por 90% da energia elétrica consumida pela população. Ainda assim, o país utiliza somente 25% do seu potencial hidráulico. Como essa porcentagem não supre as necessidades das regiões, temos de importar energia hidrelétrica do Paraguai (Usina Binacional de Itaipu) e da Argentina (Garabi e Yaciretá).

Quanto à energia produzida do carvão mineral, ela é responsável por gerar energia termelétrica para as indústrias siderúrgicas. As principais produtoras do país são Santa Catarina (Vale do Tubarão) e Rio Grande do Sul (Vale do Rio Jacuí). Como a qualidade da matéria-prima dessas regiões não é a ideal para os fornos das siderúrgicas e hidrelétricas, o Brasil tem de importar 60% do que consome.

Outro recurso energético utilizado no país - mas em menor escala (apenas 3% da produção nacional de eletricidade) é a energia nuclear, implantada desde 1969. Na época, foi criado o Programa Nuclear Brasileiro, embasado na deficiência da capacidade hidrelétrica para conduzir a matriz energética brasileira. Na verdade, tal argumento mostrou-se infundado, pois a nossa capacidade hidráulica apresenta alto potencial, considerada a terceira maior do mundo.

Fonte: Mundo Educação UOL.

Confira a notícia "Londres inaugura rua que gera energia limpa" e aprimore ainda mais o seu conhecimento.

Administrador 12-09-2017 Combustíveis e o Mundo

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.