Centro de Produções Técnicas

Rio pagará Bolsa Verde


Em abril do próximo ano, famílias em pobreza extrema receberão por preservação

nascentes1 300x225 Rio pagará Bolsa Verde

O bolsa Verde apoia a conservação da cobertura vegetal nativa

O Estado do Rio de Janeiro pagará a Bolsa Verde às famílias em condições de extrema pobreza que vivam em unidades de conservação e que desenvolverem ações para preservá-las. As famílias receberão R$ 300 por trimestre. O objetivo é melhorar as condições de vida e elevar a renda das famílias, aliado à preservação ambiental.

O bolsa Verde apoia a conservação da cobertura vegetal nativa, mediante pagamento por serviços ambientais aos proprietários que já preservam ou que se comprometerem a recuperar a vegetação de suas propriedades.

O Rio será o primeiro estado a pagar a Bolsa Verde no país. A iniciativa cria o primeiro mercado de carbono brasileiro, em que as indústrias poderão negociar a energia renovável ou biomassa, além de recuperar as áreas florestais.

Eduarda La Rocque, secretária municipal de Fazenda do Rio, afirma que “É um esforço de coordenação para que o estado vire referência no tema. Então a economia do Rio vai sair na frente mostrando como a gente pode articular instrumentos financeiros e o estado com o seu papel regulador, definindo multas, impostos, permissões e de que forma a gente vai regular esse mercado financeiro”.

Por: Virgínia Maria de Araújo



Você também vai gostar de ler:


Deixe seu Comentário

Marque a caixa abaixo para validar seu comentário

 

Cursos de Agroindústria

CPT - Centro de Produções Técnicas

Quer Facilidade?

Ligamos para você!


Cursos de Meio Ambiente

CPT - Centro de Produções Técnicas