Centro de Produções Técnicas

Emissões de CO2 chegarão a 56 gigatoneladas em 2030


Segundo a agência ambiental da ONU, a emissão de CO2 continua em grande escala, o que requer medidas imediatas por parte dos países de todo o mundo

gases de efeito estufa co2 producao de biodiesel Emissões de CO2 chegarão a 56 gigatoneladas em 2030

A emissão de gases de efeito estufa continua em grande escala.

O último relatório emitido pelo PNUMA – Programa de Meio Ambiente das Nações Unidas, declarou que em 2030 serão emitidos na atmosfera terrestre cerca de 56 gigatoneladas de CO2 (dióxido de carbono). Com isso, o aumento médio da temperatura do planeta pode alcançar 3,4°C. As estimativas feitas pelos cientistas fogem ao que foi determinado no Acordo de Paris: nível de 42 gigatoneladas necessário para limitar o aquecimento global a 2°C. Se considerarmos a União Europeia, em um ano, é emitido uma gigatonelada de gases gerados apenas pelos transportes terrestres e aéreos. Portanto, a proporção de gases emitidos na atmosfera será gigantesca em esfera mundial.

Segundo a Agência Ambiental da ONU, a emissão de gases de efeito estufa continua em grande escala, o que requer medidas imediatas por parte dos países de todo o mundo. Até 2020, deve ser cortado mais um quarto das emissões dos gases de efeito estufa em nível global. Somente assim, o risco das severas mudanças climáticas pode ser reduzido. Caso contrário, ainda nesse século, teremos um planeta muito mais quente – com intensas tempestades, longas secas, aumento do nível do mar e impactos climáticos jamais imaginados.

Conforme ressalta o chefe do Programa de Meio Ambiente da ONU, Erik Solheim, tanto o Acordo de Paris como a Emenda de Kigali, poderão minimizar as graves mudanças climáticas no globo terrestre. É importante ressaltar que 2015 foi o ano mais quente desde que o monitoramento da temperatura do planeta teve início. Se algo não for feito o quanto antes os próximos anos serão de calor ainda mais intenso.

A recente Emenda de Kigali é uma dessas importantes medidas para redução da temperatura do planeta. Criada com o objetivo de reduzir o uso de hidrofluorcarbonetos, quando for implementada pelos países, poderá diminuir a temperatura em 0,5°C. Mas para que se alcance a meta de temperatura definida no Acordo de Paris, será preciso reavaliar as tecnologias utilizadas mundialmente – por parte dos atores não estatais (setor privado, cidades, regiões) e subnacionais (cidadãos), além da aceleração da eficiência energética e do estímulo ao desenvolvimento sustentável.

Felizmente, os investimentos em eficiência energética aumentaram 6% para US$ 221 bilhões em 2015, o que comprova a preocupação de muitos países em realizar as ações necessárias. Projetos de energia renovável e eficiência energética implementados nos países em desenvolvimento de 2005 a 2015 poderão reduzir as emissões dos gases de efeito estufa em meia gigatonelada até 2020.

Fonte: Meio Ambiente Rio.

Confira os Cursos a Distância da Área Meio Ambiente.


Você também vai gostar de ler:


Deixe seu Comentário

Marque a caixa abaixo para validar seu comentário

 

Cursos de Agroindústria

CPT - Centro de Produções Técnicas

Quer Facilidade?

Ligamos para você!


Cursos de Meio Ambiente

CPT - Centro de Produções Técnicas