Centro de Produções Técnicas

Brasil desperdiça entre 10% e 40% dos alimentos


Embora o Brasil tenha adotado algumas práticas para evitar o desperdício de alimentos, ainda desperdiçamos entre 10% e 40% do que produzimos

desperdicio de alimentos producao de biodiesel Brasil desperdiça entre 10% e 40% dos alimentos

Segundo a FAO – Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura, embora o Brasil tenha adotado algumas práticas para evitar o desperdício de alimentos, ainda desperdiçamos entre 10% e 40% do que produzimos. As falhas vêm desde a colheita até a entrega dos produtos ao consumidor final. Para mudar esse quadro, o país precisa repensar a legislação atual sobre essa importante questão, além de centralizar ações de sustentabilidade na indústria alimentícia, no setor de embalagens e no comércio.

Gustavo Porpino, coordenador do projeto “Sem Desperdício” e técnico da Embrapa, ressalta que o Brasil deve adotar práticas sustentáveis, para não desperdiçar alimentos. É preciso maior engajamento por parte de todos, desde os governantes até a sociedade. Em países da União Europeia, toda a cadeia produtiva de alimentos passa por criteriosa regulamentação e o mesmo deve ser feito em nosso país.

Tanto a população como o Governo devem se esforçar para que perdas de alimentos não mais sejam uma realidade no Brasil. É de suma importância que projetos relacionados ao tema sejam aprovados no Congresso. Por meio de políticas públicas estrategicamente planejadas, é possível acabar com o desperdício. O desenvolvimento de novas tecnologias e a mudança de hábitos dos brasileiros também são de fundamental importância.

Mais do que tudo, é preciso alinhar os interesses de todos os envolvidos na cadeia de produção, processamento, distribuição e consumo de alimentos. Afinal, todos juntos podem se empenhar na busca de um denominador comum. Com novas atitudes e incentivos legais, certamente reduziremos essa triste percentagem de alimentos desperdiçados diariamente. Além disso, o investimento em novas tecnologias acabará não somente com o desperdício, como também aumentará a vida útil dos alimentos.

É o que fizeram os pesquisadores da Embrapa em estudos voltados à nanotecnologia. Eles desenvolveram películas para proteção de frutas, o que reduz as perdas no transporte e no manuseio, além de impedir a deterioração do produto. Trata-se de uma super embalagem! Segundo Porpino, há revestimentos para cocos in natura elaborados com quitosana, fibra natural extraída da casca do caranguejo. Além de aumentar a durabilidade dos cocos para exportação, a película pode aumentar a vida útil das frutas no mercado nacional.

Fonte: Canal Rural.

Confira o artigo “Biomassa da cana produz energia e economiza água nos reservatórios” e aprimore ainda mais o seu conhecimento.

Conheça os Cursos a Distância CPT, em Livro+DVD e Online, da Área Meio Ambiente.



Você também vai gostar de ler:


Deixe seu Comentário

Marque a caixa abaixo para validar seu comentário

 

Cursos de Agroindústria

CPT - Centro de Produções Técnicas

Quer Facilidade?

Ligamos para você!


Cursos de Meio Ambiente

CPT - Centro de Produções Técnicas