Centro de Produções Técnicas

Pesquisadores usam lama para produzir energia


Bactéria presente no lodo é capaz de produzir energia com custo menor que das hidrelétricas

bacteria energia 250x187 Pesquisadores usam lama para produzir energia

Ao concluir sua refeição, a bactéria produz energia elétrica, que é liberada em forma de pequenas partículas denominadas elétrons.

Pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Sul se incomodaram com o desperdício de lodo jogado fora nos portos do estado e conseguiram uma utilização ecológica para tal material. O grande movimento de navios exige que as embarcações cavem buracos para aumentar a profundidade do canal. No total são retirados 1,5 milhão de metros cúbicos da substância.

De acordo com os pesquisadores, a lama contém altas concentrações de uma bactéria conhecida como micróbio elétrico. Essa se alimenta de algas, restos de peixes e vegetais presentes na lama.

Diante desse conhecimento, os acadêmicos montaram uma pequena usina no laboratório com placas de grafite, que conseguem captar a energia liberada pelas bactérias. Essa é interceptada e segue por fios até uma bateria. A energia liberada é suficiente para carregar um celular. A proposta agora é construir uma usina em tamanho industrial, com capacidade de abastecer uma cidade com 500 mil habitantes. A maior vantagem é a economia. O custo de uma usina desse tipo é menor que o das hidrelétricas.

Para se ter uma ideia, em 1988, o consumo médio de energia por habitante, nos países em desenvolvimento, era em torno de 5.900 kWh por ano, o que correspondia à meia tonelada em equivalente de petróleo. Já para o ano de 2050, a previsão é que esse consumo praticamente triplique, atingindo 17.600 kWh, o que corresponderá a uma tonelada e meia em equivalente de petróleo.

Para o Dr. Evandro Sérgio Camêlo Cavalcanti, no curso Energia Solar para o Aquecimento de Água, desenvolvido pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, “esses dados nos mostram que existe uma crescente demanda global por energia. Isso nos permite concluir que é importante que a humanidade se preocupe seriamente com o impacto das atuais políticas energéticas sobre a sociedade e o meio ambiente”.

Texto de: Ariádine Morgan

Você também vai gostar de ler:

Deixe seu Comentário

Marque a caixa abaixo para validar seu comentário

 

Cursos de Agroindústria

CPT - Centro de Produções Técnicas

Quer Facilidade?

Ligamos para você!


Cursos de Meio Ambiente

CPT - Centro de Produções Técnicas