Centro de Produções Técnicas

Usinas de energia alternativa serão realidade em Roraima


Os municípios de Bonfim, Cantá e Rorainópolis serão beneficiados com a instalação de usinas de energia alternativa em Roraima

usinas de energia alternativa producao de biodiesel Usinas de energia alternativa serão realidade em Roraima
Há muito Roraima tem sofrido com a precária distribuição de energia elétrica em muitas de suas cidades. Um dos municípios mais afetados é Bonfim. Não foi coincidência a recente declaração de Anselmo de Santana, presidente da Eletrobrás Distribuição Roraima. Ele afirmou em entrevista à rádio Folha AM 1020 que serão implantadas usinas de energia alternativa no estado. No projeto, está prevista a instalação de usinas de energia eólica, solar e de biomassa.

A Eletrobrás Distribuição Roraima passou a ser responsável pela distribuição de energia em RR desde janeiro deste ano. Assim que a CERR – Companhia Energética de Roraima deixou os serviços, os gestores da nova concessionária detectaram sérios problemas de passivo ambiental, tanto na geração como na distribuição de energia. Até mesmo os postes apresentavam deterioração por falta de manutenção.

Além do município de Bonfim, outras regiões – como Cantá e Roraibópolis, sofrem com constantes quedas de energia elétrica. Assim que foram assumidos os serviços, foi construída uma subestação de energia em Bonfim para minimizar as falhas na distribuição. Já em Cantá serão necessárias medidas mais drásticas, como a eliminação de árvores ao longo da rede de transmissão – a queda de apenas uma árvore desliga toda a rede.

Segundo o presidente da Eletrobrás, a companhia tem desenvolvido projetos para construção de usinas híbridas. Elas irão gerar vários tipos de energia – como eólica, solar e de biomassa. Futuramente, serão implantados modelos híbridos em Bonfim, para suprir a demanda de energia tanto nesse município como nas regiões vizinhas. O mesmo será feito em Rorainópolis, para atender à população local.

Quando uma usina de energia alternativa está a pleno vapor, é possível gerar 5 megawatts. É importante lembrar que o município de Bonfim consome aproximadamente 1,5 megawatts. Com isso, o excedente de energia poderá atender, com eficiência, à demanda de Cantá ou Normandia, próximas a Bonfim.

Para a implantação da usina híbrida, serão gastos R$ 90 milhões, com projeções para geração de energia por 20 anos. Segundo Santana, no oitavo ano de funcionamento, a usina já teria saldado o investimento. Com a instalação da usina, Roraima será o primeiro estado a inverter a matriz energética. Além disso, a distribuição de energia feita por Boa Vista não mais seria necessária a esses municípios.

Fonte: Folha Web.

Conheça o Curso a Distância CPT Energia Solar para o Meio Rural, disponível nos formatos em Livro+DVD e Online – elaborado por Nelson Fernandes Maciel, Mestre e especialista em Energia Alternativa.



Você também vai gostar de ler:


Deixe seu Comentário

Marque a caixa abaixo para validar seu comentário

 

Cursos de Agroindústria

CPT - Centro de Produções Técnicas

Quer Facilidade?

Ligamos para você!


Cursos de Meio Ambiente

CPT - Centro de Produções Técnicas