Centro de Produções Técnicas

Categoria: Eletricidade na Fazenda


A instalação da cerca elétrica rural é muito rápida, em torno de 1 hora por hectare

cerca eletrica rural biodiesel Cerca elétrica rural: dicas de instalação

A cerca elétrica possui baixo custo de instalação, é feita com material de alta qualidade e resistência, o que lhe confere maior durabilidade.

 

O processo é uma ótima alternativa para propriedades agrícolas

glicerina2 Craqueamento de óleos vegetais para a produção de combustível

O Craqueamento de óleos vegetais é usado na a produção de biodiesel de maneira segura e econômica

A produção de biodiesel é feita a partir de óleos vegetais ou gorduras de animais, e pode ser utilizado em motores do ciclo diesel. Sua produção é uma forma de reduzir a emissão de poluentes e promover benefícios econômicos e sociais.

 

O acréscimo contribui com as pequenas e médias usinas e com os agricultores familiares

B10 biodiesel1 150x150 Produtores de biocombustível pedem regulamentação do B10

O B5 já é obrigatório, por isso o interesse é que seja regulamentado o B10.

O B10, aumento para 10% na mistura de biodiesel ao combustível comum, está sendo reivindicado pelas entidades que representam a cadeia produtiva do “óleo verde”. Para o presidente-executivo da União Brasileira do Biodiesel – Ubrabio, Odacir Klein, essa mistura é uma solução para os pequenos produtores.

Isso porque essa obrigatoriedade também contribui com as pequenas e médias usinas, que precisam dar assistência aos agricultores familiares para obterem o Selo Combustível Social. Klein ainda afirmou que esse acréscimo valoriza a diversificação das matérias-primas.

 
embrapa cultivo pinhao manso biodiesel 250x250 Embrapa intensifica seus estudos sobre produção de energia

A Embrapa irá desenvolver sistemas de produção e melhoramento genético de várias oleaginosas.

As pesquisas sobre a produção de biocombustíveis ganharam mais um incetivo da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária). A organização inaugurou o Núcleo de Apoio a Culturas Energéticas (NACE), que servirá de apoio aos trabalhos de experimentação e desenvolvimento de tecnologias agronômicas, industriais e estudos relativos às cadeias produtivas.

Para o chefe-geral da Embrapa Cerrados, Wenceslau Goedert, o grande desafio será o desenvolvimento de tecnologias que permitam a produção sustentável, em escala comercial, da grande variedade de espécies vegetais com potencial para agroenergia. Essa unidade da Embrapa será responsável por desenvolver sistemas de produção e melhoramento genético das espécies pesquisadas, entre elas, pinhão-manso, dendê, macaúba, cana-de-açúcar e forrageiras.

O professor Dr.º Luiz Angelo Mirisola acredita muito no potencial da macaúba. Segundo ele, no curso Cultivo e Processamento de Coco Macaúba para Produção de Biodiesel, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, “os investimentos em torno da macaúba têm se intensificado nos últimos anos, à medida que se percebe o grande potencial econômico e seu cultivo e exploração”.

A Embrapa Agroenergia irá analisar a qualidade das matérias-primas e desenvolver os processos industriais de conversão de biomassa em biocombustíveis e outras formas de energia. O presidente da Associação Brasileira de Produtores de Pinhão-Manso, Mike Lu, afirmou que, “com essas pesquisas, o Brasil poderá se tornar líder na produção de energia, além de motivar o agronegócio e a agricultura familiar a trabalharem com essa cultura”.

Os resultados dessas pesquisas são aguardados com ansiedade pelos produtores, uma vez que elas irão apoiar dois importantes programas: de produção de biodiesel e de bioquerosene para aviação.

Texto de: Ariádine Morgan

 
criacao agencia biodiesel 250x140 Criada a Agência Nacional de Energias Renováveis

O Brasil está diversificando sua matriz energética.

A Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado aprovou, em abril deste ano, o projeto de Lei PLS 4595/09 que cria a Agência Nacional de Energias Renováveis – ANER. O órgão tem como objetivo coordenar a mudança do uso de energias não-renováveis para fontes renováveis, além de estudar e elaborar políticas públicas a fim de aprimorar a matriz energética nacional. Tudo isso visando o desenvolvimento sustentável.

Outra meta é intensificar o diálogo com a Agência Internacional de Energias Renováveis, criada pela ONU, em 2009. O Brasil já tem diversificado sua matriz energética. Fato que pode ser comprovado pela crescente participação da energia eólica nos leilões.

A diversificação de fontes de energia tem fundamental importância para a segurança energética e para o posicionamento estratégico do país.

Texto de: Clara Peron

 

Cursos de Agroindústria

CPT - Centro de Produções Técnicas

Quer Facilidade?

Ligamos para você!


Cursos de Meio Ambiente

CPT - Centro de Produções Técnicas