Centro de Produções Técnicas

Melhoramento genético aumenta em 11% rendimento do etanol


A pesquisa utiliza a levedura da espécie Saccharomyces cerevisiae, que faz a conversão da sacarose em etanol

 

etanol rendimento pesquisas 150x150 Melhoramento genético aumenta em 11% rendimento do etanol

O setor sucroalcooleiro vem pesquisando massivamente formas de atender tanto às demandas internas como às de exportação.

O Brasil vive um grande desafio: aumentar sua produção de etanol. Por isso, o setor sucroalcooleiro vem pesquisando massivamente formas de atender tanto às demandas internas como às de exportação.

Uma pesquisa que está ganhando destaque faz parte de um projeto realizado por estudiosos da USP – Universidade de São Paulo, em parceria com a UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina e com a instituição holandesa Delft University of Technology. Esse trabalho apresenta o melhoramento genético como uma alternativa de grande potencial para o crescimento da produção do biodiesel.

Segundo informações da Agência Fapesp, por meio de estratégias de engenharia desenvolvidas em laboratório, o grupo conseguiu aumentar em 11% o rendimento da produção de etanol sobre a sacarose, utilizando uma levedura geneticamente modificada. A levedura utilizada é da espécie Saccharomyces cerevisiae, que faz a conversão da sacarose em etanol.

“Esse experimento ainda não foi testado em ambiente industrial. Mas, levando-se em conta o grande volume da produção atual, um aumento de apenas 3% no rendimento da fermentação alcoólica permitiria hoje um incremento de 1 bilhão de litros de etanol por ano, só no Brasil, a partir da mesma quantidade de cana-de-açúcar. O que já seria um ganho extraordinário”, disse Andreas Karoly Gombert, professor da USP e coordenador do projeto.

Outras estratégias também estão contribuindo para o desenvolvimento do setor e o aumento da renda das famílias e indústrias. Visando o bom clima nos negócios, muitos produtores estão aumentando a área de plantio e inovando nos processos de produção por meio do aproveitamento dos resíduos.

As corretas práticas de manejo, como condições de plantio, preparo do solo, o controle de pragas e doenças, são essenciais para que a produtividade seja uma constante. O ensino sobre o cultivo de várias oleaginosas para a produção de biocombustíveis você encontra nos cursos de Agroindústria do CPT – Centro de Produções Técnicas.

Texto de: Ariádine Morgan

Você também vai gostar de ler:

Deixe seu Comentário

Marque a caixa abaixo para validar seu comentário

 

Cursos de Agroindústria

CPT - Centro de Produções Técnicas

Quer Facilidade?

Ligamos para você!


Cursos de Meio Ambiente

CPT - Centro de Produções Técnicas